COMPARTILHE
essa página
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramMessenger

Inflação apertada e Fed sem muitas alternativas. Teremos novos cenários econômicos para o Dólar americano?

  

Nenhuma imagem ou texto devem ser tomados como indicação de investimento. Todo o conteúdo a seguir deve ser visto apenas com fins educacionais

O artigo abaixo irá apresentar as notícias que podem impactar os pares de moedas. É importante lembrar que preços de entrada e saídas são feitos pela análise gráfica, trataremos sobre nas discussões abaixo.

Farei aqui um breve resumo do cenário macroeconômico atual.

Esta semana nós olharemos para o dólar americano e australiano, temos novos cenários se aproximando e a possibilidade de o FED voltar a elevar as taxas básica de juros. No dólar australiano voltaremos a falar sobre os dados de empregos, isso mostrará a temperatura econômica do país e como isso refletirá nos próximos meses, conforme nossa previsão da última semana.

Vamos falar mais em detalhes sobre esses novos pontos nos textos abaixo.

Pontos de Discussão –Taxa de Emprego (Moeda Dólar-Australiano)

O Reserve Bank of Australia aumentou a sua previsão de inflação e reduziu o nível máximo de desemprego que projeta. Prevê-se agora que a inflação regresse para 3%, o topo do seu intervalo-alvo no final de 2025 e é cerca de 25 pontos base superior à projeção de agosto. A formulação da declaração passou de sugerir que um maior aperto “pode ​​ser necessário”, para dizer que os dados econômicos futuros determinarão “se” foi feito o suficiente. 

Dois dados se destacam nos próximos dias: O primeiro é o índice salarial do terceiro trimestre. Os salários por hora aumentaram cerca de 0,9% ao trimestre nos últimos quatro trimestres. Isto representa uma duplicação do ritmo observado nos quatro trimestres até meados do ano passado. Em segundo lugar está o próprio mercado de trabalho. O relatório de emprego de outubro será divulgado no início de 16 de novembro. O crescimento do emprego desacelerou. A média de três meses até setembro foi de 23,1 mil meses, metade do ritmo observado no primeiro trimestre. Fica pior. A Austrália perdeu em média quase 18 mil empregos em tempo integral no terceiro trimestre. 

Foi a primeira vez que a média de três meses foi negativa desde outubro de 2021. Ainda assim, o aumento do mercado de trabalho também abrandou, o que manteve a taxa de desemprego no intervalo de 3,5%-3,7% desde o final do ano passado. 

O dólar australiano caiu todos os dias na semana passada. Isso não acontecia desde agosto de 2022. Apesar do aumento da taxa de um quarto de ponto que não tinha sido totalmente descontado no mercado de futuros ou de swap, o australiano sofreu uma perda de quase 2,4%, a maior em cinco meses. 

Pontos de Discussão – Índice de preço ao produtor e índice de preço ao consumidor (Moeda Dólar-Americano)

Existem dois dados principais na próxima semana: preços ao consumidor e vendas no varejo. Após a desaceleração anual dos preços ao consumidor ter estagnado em junho em 3,0%, o IPC Global subiu para 3,2% em julho, 3,7% em agosto e permaneceu nesse nível em setembro. Provavelmente caiu em outubro. A previsão mediana na pesquisa da Bloomberg é de um aumento de 0,1% no IPC principal em outubro. Isso permitiria que a taxa anual diminuísse para 3,3%-3,4%. Lembre-se de que foi de 7,7% em outubro passado. A taxa básica continua mais rígida. A previsão mediana na pesquisa da Bloomberg é de um aumento de 0,3%, o que provavelmente manteria a taxa de 12 meses em 4,1%. Essa seria a primeira vez desde março que não caiu. Para que os responsáveis ​​da Fed tenham mais confiança de que o país está a avançar de forma convincente em direção ao seu objetivo de inflação, a procura precisa de arrefecer. 

Os gastos do consumidor aumentaram 4% no terceiro trimestre. Já sabemos que as vendas de automóveis desaceleraram ligeiramente em outubro (15,50 milhões de saar vs 15,67 milhões em setembro). Espera-se que as vendas no varejo em outubro tenham caído pela primeira vez desde março. As vendas no varejo referem-se principalmente à compra de bens. No ano passado, os americanos gastaram cerca de 5,9 biliões de dólares em bens e 11,4 biliões de dólares em serviços. Sem um abrandamento do consumo nos EUA, a narrativa dominante do abrandamento económico, que alimentou a especulação nos mercados futuros e de swaps dos fundos do Fed de que o Fed cortará três vezes, e talvez quatro, no próximo ano, será posta em causa. É certo que existem outros dados de alta frequência na próxima semana – incluindo o IPP, a produção industrial, o início da construção de habitações e o relatório TIC sobre os fluxos de capitais internacionais. Mas, em termos de importância para investidores e decisores políticos, o IPC e as vendas a retalho são a história. Antes do fim de semana, a Moody’s reduziu a perspectiva da classificação dos EUA para negativa. Lembre-se, há mais de uma década, a S&P retirou a classificação AAA dos EUA e a Fitch o fez há alguns meses. É improvável que a decisão da Moody’s tenha muito impacto material. É mais embaraçoso do que substantivo. 

Na semana passada, estávamos preocupados com o fato de a liquidação do dólar ter sido demasiado acentuada, com o Índice Dólar a aproximar-se de três desvios padrão abaixo da sua média móvel de 20 dias. Ele recuperou nos últimos dias e refez metade de sua queda desde 1º de novembro.

Calendário Econômico para a Semana

Vejamos quais são as principais notícias para essa semana:

-Domingo – feira, 12 de novembro de 2023, 01:10 – Índice de preço ao produtor Yen;

-Segunda – feira, 13 de novembro de 2023, 21:30 – Confiança Empresarial no Banco Nacional Australiano;

-Terça – feira, 14 de novembro de 2023, 10:30 – Índice de preço ao consumidor anual, mensal e principal no dólar americano;

-Quarta -feira, 15 de novembro de 2023, 10:30 – Índice de preço ao produtor e vendas no varejo para o dólar americano;

-Quinta-feira, 16 de novembro de 2023, 10:30 – Reivindicações de desemprego.

Experiência comercial Plus

Previous
Next

Abertura de conta rápida e fácil

  • Registre-se

    Escolha um tipo de conta e inscreva-se

  • deposite

    Deposite fundos na sua conta com uma ampla variedade de métodos de depósito

  • Faça trading

    Tenha acesso a mais de 1.000 instrumentos de CFD em todos os tipos de ativos no MT4/MT5.

Isso é tudo. É muito fácil abrir uma conta de trading Forex e CFD.
Bem-vindo(a) ao mundo do trading!
ABRIR CONTA REAL

Fale conosco

  • Questões gerais

    Estamos aqui para fornecer a você uma jornada de trading bem-sucedida, desde a abertura da conta até o financiamento e a negociação.

    [email protected]
  • Clientes Premium

    Se você estiver interessado em se tornar um premium para desbloquear serviços extras como, trader de alto volume ou se juntar ao Clube Vantage, envie-nos um e-mail abaixo.

    [email protected]