COMPARTILHE
essa página
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramMessenger

A taxa base do Dólar pode nos sinalizar para onde o mercado está indo?

  

Nenhuma imagem ou texto devem ser tomados como indicação de investimento. Todo o conteúdo a seguir deve ser visto apenas com fins educacionais

O artigo abaixo irá apresentar as notícias que podem impactar os pares de moedas. É importante lembrar que preços de entrada e saídas são feitos pela análise gráfica, trataremos sobre nas discussões abaixo.

No artigo abaixo trataremos sobre as temperaturas econômicas do Banco Central Inglês, podemos ver um ponto de inflexão na libra esterlina, com os dados de inflação. Também especularemos sobre possíveis aumentos das taxas de juros dos bancos centrais europeus.

Falaremos sobre a postura do FED frente ao dólar, como já dito antes, estamos a 6 meses com dados confusos e possivelmente vendo uma ruína no dólar. Veja a matéria abaixo.

Pontos altos e baixos desta semana:

-Porque a habitação nos EUA pode estar em uma recuperação sustentada;

-CPI canadense pode fazer ou quebrar apostas de alta do BoC, também teremos o CPI da zona do Euro, mas que não deve influenciar a próxima decisão do BCE;

-PIB do Canadá apresentará crescimento moderado, e pesquisas do BoC para informar as expectativas de inflação;

-PCE dos EUA seguirá alta do CPI;

-Conferência do BCE (Inglaterra) em Sintra;

-CPI australiano pode impactar a próxima decisão do RBA;

-PMIs da China informarão riscos negativos;

-Riksbank aumentará em um mínimo de 25bps;

Farei aqui um breve resumo do cenário econômico que vivemos e como poderá influenciar as novas decisões dos bancos centrais.

Estamos próximo do mês de junho e 6 meses já se passaram, estamos com a temperatura sobre os bancos centrais sendo medido deste então. Logo, à medida que o mês e o trimestre terminam, as leituras da inflação são apresentadas. O deflator do PCE (índice de preço) de maio dos EUA, que é a medida alvo, é relatado. O Canadá e a Austrália relatam o IPC (índice do consumidor) de maio. A zona do euro reporta o CPI preliminar de junho, e o Japão vê o CPI de junho de Tóquio, que tem uma função semelhante. Deixando de lado o Japão, os demais, inclusive o Reino Unido, sinalizaram que o ciclo de aperto monetário se estenderá até o segundo semestre.

Dito isto, as fracas leituras preliminares do PMI alimentam as ideias de que o fraco crescimento reduzirá o ciclo de aperto monetário. Embora possível, estamos mais convencidos de que muitos bancos centrais arriscarão uma recessão para reduzir a inflação. Na próxima semana, o Riksbank da Suécia pode desacelerar para uma alta de um quarto de ponto depois de elevar a taxa de recompra duas vezes este ano em 50 pb e subir 175 pb no segundo semestre de 22. 

Nos pontos de discussão a seguir veremos como as novas decisões podem configurar uma manobra arriscado do FED frente aos outros bancos centrais.

Pontos de Discussão – Estados Unidos (Moeda Dólar)

Os preços das casas, as vendas de novas casas e a revisão do PIB do primeiro trimestre serão divulgados na próxima semana, mas o principal interesse será a renda pessoal, o consumo e os deflatores. O consumo pessoal em termos nominais cresceu a um ritmo vertiginoso de quase 9% nos primeiros quatro meses do ano. Mas em termos reais não foi nada desprezível, 4,8%. No entanto, o ritmo é definido como moderado. A previsão mediana da pesquisa da Bloomberg aponta para um ganho de 0,2% em maio, estável em termos reais. A demanda mais fraca parece ser o principal objetivo da política do Fed, pois pouco pode fazer pela oferta. A retomada do serviço de empréstimos estudantis em outubro é vista como um fator que provavelmente enfraquecerá a demanda a partir do próximo trimestre. A renda pessoal teve um ganho médio de 0,4% este ano, um pouco melhor do que nos primeiros quatro meses de 2022.

No caminho para cima, o presidente do Fed, Powell, frequentemente citava a manchete do CPI. No caminho para baixo, ele parece passar mais tempo falando sobre o deflator central do PCE. Embora o Fed tenha como meta, o deflator principal do PCE, Powell reconhece que a taxa básica é um sinal melhor de para onde o título está indo. A previsão mediana na pesquisa da Bloomberg para o deflator PCE é de um ganho de 0,1%. Se isso for exato, significaria que o ritmo da inflação nos primeiros cinco meses do ano é quase a metade do que foi nos primeiros cinco meses de 2022 (3,6% contra 7,0%). O ritmo central, como é amplamente reconhecido, está se mostrando mais dinâmico. A previsão mediana na pesquisa da Bloomberg é de um aumento de 0,4% na taxa básica. Supondo que isso seja preciso, o ritmo anualizado até maio seria ligeiramente superior ao período de janeiro a maio do ano passado (4,8% contra 4,6%).

O índice do dólar caiu abaixo de 102,00 em 22 de junho para fazer uma nova baixa de um mês, mas se recuperou de forma inteligente antes do fim de semana para se aproximar da retração (50%) da perna para baixo desde a alta de 31 de maio perto de 104,70. Esse objetivo de retração e a média móvel de 20 dias estão em torno de 103,30. Acima, o próximo gráfico importante é 103,65-75. Ele contém a próxima retração, a média móvel de 20 dias e o objetivo de medição de um possível fundo duplo. Os indicadores de momentum também aumentaram. 

Gráfico extraído do TradingView, analisado por Sheila Dalmaschio.

Pontos de Discussão – Canadá (Moedas Dólar-Canadense)

A força da economia canadense estimulou uma mudança no Banco do Canadá e nos investidores. O rendimento de dois anos do Canadá subiu para cerca de 4,70% na semana passada, o maior desde 2007, representando um aumento de mais de 100 pb desde as mínimas de meados de maio. O CPI de maio será divulgado em 27 de junho. Até abril, ele está subindo a uma taxa anualizada de 6,3%, o que pode ajudar a explicar a agressividade do Banco do Canadá em meio a sinais de que a economia continua resiliente. Ainda assim, um grande declínio na taxa ano a ano de 4,4% deve ser esperado, já que o aumento de 1,4% em maio passado caiu na comparação de 12 meses. O Banco do Canadá chamou a atenção para suas medidas de inflação subjacente. A mediana e as medidas comparativas ano a ano estão em 4,2% e caíram por cinco meses até abril. 

O dólar americano caiu de CAD 1,3650 em 31 de maio para mínimos de seis meses em 22 de junho perto de CAD 1,3140. Os indicadores de impulso estão sobrevendidos e o dólar americano se recuperou para CAD 1,3225 antes do fim de semana. A alta da semana passada foi perto de CAD 1.3270 e isso pode oferecer resistência próxima, mas pode haver potencial de volta para CAD 1.3335-50. Isso corresponde à retração (38,2%) da queda aqui em junho e à média móvel de 20 dias, que não fechou acima deste mês.  Uma implicação importante é que o dólar canadense está sendo negociado menos como um ativo de risco. A correlação entre as variações da taxa de câmbio e o S&P 500 nos últimos 30 dias é a mais baixa do ano (0,33) e a correlação com o Dollar Index está próxima da maior do ano (0,69).

Calendário Econômico para a Semana

Vejamos quais são as principais notícias para essa semana:

– Segunda-feira, 26 de junho de 2023, 05:00 – Clima de negócios alemão; o presidente do SNB, Jordan, fala;

– Terça-feira, 27 de junho de 2023, 09:30 – IPC e CPI Canadense (índice de preço ao consumidor e índice dos gerentes de compras);

– Terça-feira, 27 de junho de 2023, 11:00 – Confiança do Consumidor Dólar Americano;

– Quarta-feira, 28 de junho de 2023, 10:00 – Banco central britânico, Bailey, Fala; Banco Central japonês, Ueda, Fala; Presidente do FED, Powell, Fala;

– Sexta-feira, 30 de junho de 2023, 09:30 – PIB canadenses;

Experiência comercial Plus

Previous
Next

Abertura de conta rápida e fácil

  • Registre-se

    Escolha um tipo de conta e inscreva-se

  • deposite

    Deposite fundos na sua conta com uma ampla variedade de métodos de depósito

  • Faça trading

    Tenha acesso a mais de 1.000 instrumentos de CFD em todos os tipos de ativos no MT4/MT5.

Isso é tudo. É muito fácil abrir uma conta de trading Forex e CFD.
Bem-vindo(a) ao mundo do trading!
ABRIR CONTA REAL

Fale conosco

  • Questões gerais

    Estamos aqui para fornecer a você uma jornada de trading bem-sucedida, desde a abertura da conta até o financiamento e a negociação.

    [email protected]
  • Clientes Premium

    Se você estiver interessado em se tornar um premium para desbloquear serviços extras como, trader de alto volume ou se juntar ao Clube Vantage, envie-nos um e-mail abaixo.

    [email protected]