COMPARTILHE
essa página
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramMessenger

Limite do teto da dívida pública no dólar e como o bloqueio do comércio na china afetaria a economia mundial?

  

Nenhuma imagem ou texto devem ser tomados como indicação de investimento. Todo o conteúdo a seguir deve ser visto apenas com fins educacionais

O artigo abaixo irá apresentar as notícias que podem impactar os pares de moedas. É importante lembrar que preços de entrada e saídas são feitos pela análise gráfica, trataremos sobre nas discussões abaixo.

Pontos dos eventos significativos a serem observados:

-Indice de preço ao consumidor e ao produtor em toda a zona do euro

-Vagas de emprego no dólar e reivindicações de desemprego no dólar americano

-Alteração da taxa de juros da nova Zelândia e um movimento ousado do banco central neozelandês (RBNZ)

Pontos altos e baixos da semana passada:

-Reunião da G7 ou grupo dos Sete, é o agrupamento dos países com as maiores economias do planeta de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI);

-Índice de gerentes de compras na zona do Euro;

-Declaração da política monetária do banco central da nova zelândia;

-Fala do Bailey do banco central inglês;

Pontos de Discussão – Banco Central da Nova Zelândia (Moeda Neozelandês)

O Banco da Reserva da Nova Zelândia será o único grande banco central a realizar uma reunião de política monetária na próxima semana. É amplamente sugerido que eleve os custos dos empréstimos em 25 pontos-base quando se reunir na quarta-feira. Isso seria o 12º aumento consecutivo desde que o ciclo começou em outubro passado, levando a taxa de caixa para 5,50% – a mais alta entre os países avançados.

No entanto, os investidores não acham que o RBNZ vai parar por aí, já que um novo aumento de 25 bps está previsto para o verão. Isso é mais hawkish do que a própria previsão do RBNZ de onde as taxas atingirá o pico, que foi projetada em 5,50% em fevereiro. O Banco publicará suas previsões atualizadas na Declaração de Política Monetária trimestral na quarta-feira e, portanto, o dólar local poderá ganhar se os formuladores de políticas aumentarem sua taxa terminal para igualar ou exceder a dos mercados.

O último relatório de emprego apoia o caso de mais aperto, já que a taxa de desemprego permaneceu baixa em 3,4% e o crescimento dos salários acelerou ligeiramente no primeiro trimestre. Os dados de vendas no varejo com vencimento no mesmo dia da decisão da política podem mostrar que os gastos do consumidor se recuperaram no primeiro trimestre.

No entanto, também há um argumento para parar em 5,50%, pois na última pesquisa de expectativas do RBNZ (banco central da nova zelândia), as expectativas de inflação para dois anos à frente caíram dentro da meta de 1-3% do Banco para 2,79%. Portanto, há algum risco de queda também para o kiwi da reunião.

Todos os olhos nos dados dos EUA como decisão do Fed de junho na balança

Com a especulação de pausa também se intensificando para o Fed, a inflação do PCE e as atas da reunião de maio do FOMC serão observadas em todo o Pacífico na próxima semana. Os indicadores econômicos dos Estados Unidos têm estado um tanto mistos ultimamente, mas essa força subjacente parece estar se mantendo mesmo após aumentos de juros de 500 bps e uma minicrise bancária. A partir do recente “Fedspeak”, a maioria das autoridades parece estar caminhando para outro aumento em junho e, se houver uma pausa, provavelmente será condicional. As atas do Fed de quarta-feira podem revelar mais.

No entanto, a realidade é que os formuladores de políticas ainda não se decidiram sobre a decisão de junho e uma das razões para isso é que ainda há três relatórios importantes a caminho antes disso, o primeiro dos quais são os números de inflação do PCE de sexta-feira.

Pontos de Discussão – Euro (Moeda da Zona do Euro)

O euro, juntamente com o iene, tem sido a maior vítima dos esforços de recuperação do dólar, embora não tenha havido nenhuma reavaliação dramática das probabilidades de aumento de taxa para o Banco Central Europeu. O recente lote de dados alemães preocupantes incutiu um viés de baixa para o euro em meio ao renascimento do dólar e a moeda única teve que ceder alguns níveis importantes.

Os flash PMIs de terça-feira podem desempenhar um papel vital em colocar um piso sob a queda do euro ou aprofundar suas perdas. As previsões não apontam para grandes mudanças no quadro econômico da Zona do Euro. O setor manufatureiro deverá se contrair novamente, com o crescimento sendo sustentado pelos setores de serviços.

Uma recuperação surpreendente na produção manufatureira, especialmente na Alemanha, pode ajudar a dissipar as preocupações sobre o declínio do ímpeto econômico. Pela mesma razão, os investidores também estarão de olho no indicador de clima de negócios Ifo da Alemanha e na impressão detalhada do PIB do segundo trimestre na quarta e quinta-feira, respectivamente.

Algumas boas notícias do CPI do Reino Unido, mas talvez não para a libra.

A libra conseguiu resistir ao ressurgimento do dólar um pouco melhor do que as outras principais moedas. Com o Banco da Inglaterra dizendo recentemente que não prevê mais uma recessão e a inflação permanecendo em território de dois dígitos, os investidores acham que os aumentos das taxas têm mais espaço para ocorrer no Reino Unido, em comparação com os cortes nas taxas sendo precificados pelo Fed.

Mas a visão consensual de que a inflação no Reino Unido será mais persistente do que em outros países pode começar a perder força na quarta-feira, quando o índice de preços ao consumidor de abril for divulgado. Espera-se que a taxa nominal do CPI finalmente tenha caído abaixo de 10% no mês passado, caindo para 7,9% de 10,1% em março. Prevê-se que o valor do núcleo caia para 5,7%.

Um dia antes, os PMIs de maio estarão de olho em pistas sobre como a atividade econômica se saiu em meio ao feriado extra para comemorar a coroação do rei Charles. Na sexta-feira, o destaque recairá sobre as estatísticas de vendas no varejo de abril.

A força geral dos dados pode determinar se a libra esterlina é ou não capaz de manter seu desempenho relativamente superior em relação ao dólar.

Em outros lugares, os flashes PMIs serão o principal destaque na Austrália, os salários de abril com vencimento na quinta-feira serão monitorados no Canadá, enquanto no Japão há uma série de dados, incluindo pedidos de maquinário (segunda-feira), manufatura PMI (terça-feira) e uma prévia da inflação em maio com os IPCs de Tóquio (sexta-feira).

Calendário Econômico para a Semana

Vejamos quais são as principais notícias para essa semana:

– Segunda-feira-feira, 28 de maio de 2023, 20:30 – Taxa de desemprego;

– Terça-feira, 29 de maio de 2023, 11:00 – Confiança do Consumidor no USD; Lowe fala no dólar australiano; Indice de preço ao consumidor dólar australiano;

– Quarta-feira, 30 de maio de 2023, 02:00 – Confiança do consumidos japonês; Indice de preço ao consumidor para a moeda alemã; Indice de preço ao produtor no dólar canadense; Vagas de empregos no dólar americano;

– Quinta-feira, 01 de junho de 2023, 04:45 – índice de preço ao consumidor na zona do euro.

Experiência comercial Plus

Previous
Next

Abertura de conta rápida e fácil

  • Registre-se

    Escolha um tipo de conta e inscreva-se

  • deposite

    Deposite fundos na sua conta com uma ampla variedade de métodos de depósito

  • Faça trading

    Tenha acesso a mais de 1.000 instrumentos de CFD em todos os tipos de ativos no MT4/MT5.

Isso é tudo. É muito fácil abrir uma conta de trading Forex e CFD.
Bem-vindo(a) ao mundo do trading!
ABRIR CONTA REAL

Fale conosco

  • Questões gerais

    Estamos aqui para fornecer a você uma jornada de trading bem-sucedida, desde a abertura da conta até o financiamento e a negociação.

    [email protected]
  • Clientes Premium

    Se você estiver interessado em se tornar um premium para desbloquear serviços extras como, trader de alto volume ou se juntar ao Clube Vantage, envie-nos um e-mail abaixo.

    [email protected]