COMPARTILHE
essa página
FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramMessenger

Ouro em uma nova alta, pode o Dólar ter relação com isso?

  

Nenhuma imagem ou texto devem ser tomados como indicação de investimento. Todo o conteúdo a seguir deve ser visto apenas com fins educacionais

E aí, amigos, como estão? Nesse estudo de hoje iremos compreender mais a fundo como podemos utilizar o Dólar no atual momento para ter melhores lucros. Lembrando que tudo aqui compõem uma avaliação especulativa que tange às possibilidades de acertos. Estejam abertos a compreender a essência do artigo.

Os artigos abaixo irei apresentar as notícias que podem impactar os pares de moedas. É importante lembrar que preços de entrada e saídas são feitos pela análise gráfica, trataremos sobre nas discussões abaixo.

Pontos de Discussão – XAU/USD (Ouro vs Dólar Americano)

No início do mês de outubro foi marcada com uma forte alta no Ouro e isso pode ter vários fatores envolvidos. Neste artigo vamos falar dos dados do Dólar e do Ouro para que possamos aproveitar os melhores momentos.

Na sessão europeia e americana o metal é impulsionado por uma trégua no avanço do dólar e dos rendimentos dos Treasuries. Indicadores nos Estados Unidos apresentaram uma perspectiva de que o Federal Reserve (Fed) pode ser menos agressivo em seu aperto monetário. Ao longo desta semana, investidores ficarão atentos aos dados do mercado de trabalho americano, com destaque para a publicação do payroll de setembro, na sexta-feira

O ouro para dezembro fechou em alta de 1,76%, em US$ 1702,00 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex)

Para Edward Moya, analista da Oanda, os preços do ouro estão subindo à medida que os investidores adotaram uma leitura da indústria mais branda que sugere que o Fed não precisará permanecer superagressivo com o aperto da política monetária. Outubro começou com rendimentos dos Treasurires em queda livre, o que é uma ótima notícia para o ouro, lembra. “As pressões para baixo sobre a inflação estão crescendo e isso deve colocar um topo nos rendimentos por enquanto. O ouro pode ter uma resistência provisória no nível de US$ 1.740, mas se o impulso de alta permanecer forte, os preços podem facilmente correr para a região de US$ 1.800”, projeta.

Acredito que a queda para o metal em um prazo maior, considerando o aumento da persistência da inflação neste ciclo, já que o regime restritivo pode durar mais do que os precedentes históricos, com o Fed provavelmente mantendo as taxas de juros elevadas por algum tempo, mesmo com o aumento dos riscos de recessão, o que defende um período prolongado de fraqueza pronunciada em metais preciosos.

É importante lembrar que a baixa do Ouro pode ser um escape dos investidores frente aos aumentos das taxas de juros fazendo com que as migrações dos investidores aconteçam.

De acordo com o gráfico abaixo, podemos perceber que a linha de tendência de baixa vindo do topo histórico poderá ser respeitada, pois ele também encontra com o preço dos 1.740 usd, preço esse que poderá indicar uma resistência. Agora se o preço reagir a todas essas mudanças do Dólar é possível que o ouro tome força cada vez maior.

Gráficos elaborados por Sheila Dalmaschio, criado com Trading View.

Pontos de Discussão – DXY e Libra (Dólar Americano e Moeda Inglesa)

O índice DXY, que mede o dólar ante uma cesta de moedas fortes, teve queda no início desta semana, com a libra apoiada por um recuo do governo do Reino Unido em parte de seu pacote fiscal anunciado recentemente. Além disso, indicadores e sinalizações de dirigentes de bancos centrais estiveram em foco.

A libra esteve apoiada após o ministro das Finanças do Reino Unido, Kwasi Kwarteng, afirmar que o governo desistirá de uma proposta para eliminar o tributo de 45% sobre o imposto de renda dos mais ricos, parte do pacote fiscal visto com ceticismo pelos mercados financeiros.

O DXY caía no início do dia, mas chegou a subir, em meio à divulgação de dados. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da zona do euro e do Reino Unido trouxeram números fracos para setembro, abaixo da marca que separa contração da expansão nessa pesquisa. O índice do dólar, porém, voltou a recuar. É importante entender que a avaliação da libra neste cenário ajuda na movimentação do DXY, pois a moeda compõe em partes com a cesta de moeda.

Apesar da alta de hoje, o Rabobank acredita que a libra está sujeita a mais recuos adiante, apontando que grande parte do pacote fiscal britânico continua a ser defendido pelo governo.

Já Tom Barkin (Richmond) ressaltou a inflação “elevada e persistente” e a reafirmou o compromisso do Fed para conter os preços altos. Em linha similar, John Williams também teve a inflação como foco, mas previu que a política monetária do Banco Central e a desacelerarão colaborarão para que os preços voltem à meta.

Podemos esperar para os próximos meses, a partir de janeiro uma possível inflação para o dólar, essa semana tivemos a divulgação de dados de emprego dos EUA e fechou negativo. Veja abaixo.

 Tabela elaboradas por Sheila Dalmaschio, extraído da Investing.

O relatório dos dados de emprego de agosto fechou negativo e logo em setembro tivemos um relatório prejudicado para a taxa de desemprego, possivelmente ampliada tendo em vista o relatório do mês passado de desemprego. Essa informação é importante pois o número de desempregados é um sinal importante da saúde econômica geral porque os gastos do consumidor estão altamente correlacionados com as condições do mercado de trabalho. O desemprego também é uma consideração importante para aqueles que dirigem a política monetária do país.

Já observando o gráfico do DXY podemos notar a força de queda que iniciou logo no início do mês de Outubro frente essas possíveis dados negativos para o dólar.

Gráficos elaborados por Sheila Dalmaschio, criado com Trading View.

Seguindo a linha de raciocínio gráfico, o DXY pode respeitar a linha de tendência de alta dela e manter sua movimentação de alta. Precisamos esperar o rompimento desta linha para confirmar uma mudança de tendência. Vejamos na próxima semana seu desempenho.

Calendário Econômico para a Semana

Essa semana teremos alguns dados econômicos importantes a serem revelados, o que indicará o futuro das moedas que citamos acima, também podemos esperar por uma forte liquidez e volatilidade dessas moedas, essa semana quase toda teremos discurso dos membros da FOMC, o que poderá indicar o futuro do próximo mês. Vejamos:

– Terça-Feira, 04 de Outubro de 2022, às 09:30, horário de Brasília – Dados de Vagas de Empregos

– Quarta-Feira, 04 de Outubro de 2022, às 11:00, horário de Brasília – Índice de gerente de Compras.

– Sexta-Feira, 07 de Outubro de 2022, às 09:30, Horários de Brasília – Taxa de Desemprego.

Credit: Sheila Dalmaschio

Experiência comercial Plus

Previous
Next

Abertura de conta rápida e fácil

  • Registre-se

    Escolha um tipo de conta e inscreva-se

  • deposite

    Deposite fundos na sua conta com uma ampla variedade de métodos de depósito

  • Faça trading

    Tenha acesso a mais de 1.000 instrumentos de CFD em todos os tipos de ativos no MT4/MT5.

Isso é tudo. É muito fácil abrir uma conta de trading Forex e CFD.
Bem-vindo(a) ao mundo do trading!
ABRIR CONTA REAL

Fale conosco

  • Questões gerais

    Estamos aqui para fornecer a você uma jornada de trading bem-sucedida, desde a abertura da conta até o financiamento e a negociação.

    [email protected]
  • Clientes Premium

    Se você estiver interessado em se tornar um premium para desbloquear serviços extras como, trader de alto volume ou se juntar ao Clube Vantage, envie-nos um e-mail abaixo.

    [email protected]